AVISO AOS VISITANTES!

Bem vinda(o) aos PEQUENOS DELITOS RENOVADOS.
É um blog que mistura poesia e sacanagem (não nessa ordem). Suas contribuições (fotos, poemas, idéias) serão importantes para o blog. Sinta-se dono e ator principal desse blog.
A mais importante participação é sua visita. E claro, seus comentários...
Contate-me.... aguardo você no e-mail do blog: delitosdosexo@gmail.com

quinta-feira, 5 de junho de 2014

MÃOS DELITUOSAS

As Minhas Mãos 
As minhas mãos magritas, afiladas, 
Tão brancas como a água da nascente, 
Lembram pálidas rosas entornadas 
Dum regaço de Infanta do Oriente. 

Mãos de ninfa, de fada, de vidente, 
Pobrezinhas em sedas enroladas, 
Virgens mortas em luz amortalhadas 
Pelas próprias mãos de oiro do sol-poente. 

Magras e brancas... Foram assim feitas... 
Mãos de enjeitada porque tu me enjeitas... 
Tão doces que elas são! Tão a meu gosto! 

Pra que as quero eu - Deus! - Pra que as quero eu?! 
Ó minhas mãos, aonde está o céu? 
...Aonde estão as linhas do teu rosto? 
Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"




8 comentários:

  1. Mais uma deliciosa pérola de Florbela! Ela sabia como conduzir bem o tesão feminino! As gravuras que também o digam, eu especialmente gostei da punheta na primeira foto!

    Vinícius Podólatra

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei mais da segunda foto.... acho um tesão ela me ajudar a penetrá-la....
    Florbela é "tudibão"!

    ResponderExcluir
  3. Os poemas de Florbela são muito eróticos. Boa escolha! :)

    Kiss

    ResponderExcluir
  4. Um excelente poema,acompanhado de fotos muito sugestivas,como sempre meu caro amigo :))

    Um abraço

    ResponderExcluir

Delito maior é não comentar aqui!!